INSTITUTO PORTUGUÊS DA AFASIA

Organização: Associação IPAFASIA

Projecto da 1ª Edição do AMPlifica

Resultado de imagem para website icon png  Resultado de imagem para facebook

O Instituto Português da Afasia é uma Associação sem fins lucrativos, cuja missão é devolver a esperança e qualidade de vida às pessoas com afasia e seus familiares.

A Associação tem como objetivo principal o esclarecimento e acompanhamento de doentes com afasia e seus familiares e amigos, através da implementação de ações terapêuticas, tendo em vista a melhoria da comunicação, qualidade de vida e integração social e comunitária.

Matosinhos

Qual o problema social que a iniciativa tenta resolver?

A afasia é uma perturbação da linguagem adquirida subitamente devido a uma lesão cerebral. O AVC é a principal causa de afasia. Por hora, três portugueses sofrem um AVC dos quais, sobrevivem 2 terços. Metade dos sobreviventes poderão ficar afásicos para toda a vida. Calcula-se que surjam todos os anos cerca de 8000 casos novos em Portugal, fruto de AVC. Este número será superior considerando as outras causas de afasia: o traumatismo crânio-encefálico, o tumor cerebral, uma infeção, uma demência específica… Tendo Portugal uma das taxas de AVC mais elevadas da União Europeia, através de extrapolações estatísticas calcula-se a prevalência de pessoas com afasia em Portugal ronde os 40.000.

A afasia não afeta a inteligência, mas afeta a comunicação. Disfunção familiar, perda da autonomia, isolamento social, desemprego e desequilíbrio emocional são algumas das consequências que afetam tanto a pessoa com afasia como a sua família. Os tratamentos disponíveis no mercado têm-se revelado insuficientes para minimizar essas consequências. Isto conduz a uma recuperação emocional, familiar e social incompleta alimentando a dependência de subsídios, medicação e apoios do estado. Sabe-se que Portugal é o sexto país da Europa que mais gasta com a doença vascular cerebral. Além disto, a afasia é um problema desconhecido da maioria da população o que faz com que existam inúmeras barreiras na sociedade que lhes dificultam a inclusão e a participação.